Conexão Brasil-Peru: capacete Elmo é apresentado em evento internacional de Medicina

Curiosidade e entusiasmo marcaram a recepção do capacete de respiração assistida Elmo pelos participantes do XXI Curso Internacional de Medicina Intensiva del Adulto y del Niño (Sopemi), em Paracas, no Peru. Depois de viajar para a Europa, o dispositivo desembarcou no país da América do Sul na última segunda-feira (06) e foi apresentado pelo pneumointesivista e seu idealizador, Marcelo Alcantara, no quarto dia de programação do evento.

Na ocasião, o médico, que também é superintendente da Escola de Saúde Pública do Ceará Paulo Marcelo Martins Rodrigues (ESP/CE), autarquia vinculada à Secretaria da Saúde do Estado (Sesa), ministrou a palestra La experiencia con el casco (Helmet) Elmo en la covid-19. Além desse, outros três temas fizeram parte do cronograma de atividades de Alcantara.

“É uma oportunidade enorme de trocarmos ideias. Trouxe um Elmo para presentear a Sociedade Peruana de Medicina Intensiva (Sopemi) e a edição da revista científica da Escola de Saúde Pública, Cadernos ESP, que trata de relatos de experiências com o dispositivo. A gente precisa valorizar a ciência, a tecnologia e a inovação”, disse o gestor. “Fico impressionado como o nosso case é singular. A repercussão da apresentação foi muito boa. Noto que as pessoas ficam de olhar atento e muito curiosas durante a exposição”, completa.

Fisioterapeuta paulista Pamella Ferreira teve o primeiro contato com o Elmo durante palestra ministrada pelo médico Marcelo Alcantara, idealizador do equipamento

Também expositora convidada do evento, a fisioterapeuta pediátrica paulista, Pamella Ferreira, teve contato com o Elmo pela primeira vez. Trabalhando há 10 anos em UTI pediátrica, inclusive durante a pandemia de covid-19, ela ficou entusiasmada após a palestra: “Esse Elmo é maravilhoso! Super fácil de colocar. O paciente deve se sentir mais confortável do que com outras interfaces e ainda possibilita a realização de fisioterapia motora de uma maneira mais livre”.

Médico peruano Fernando Gutierrez foi o voluntário para experimentar o Elmo durante a palestra

Ainda durante a atividade, houve um momento para demonstrar a aplicação do dispositivo. O médico peruano Fernando Gutierrez se voluntariou para a acoplagem do capacete e se surpreendeu. “Nossa expectativa é muito boa, porque já conhecíamos uma tecnologia semelhante adotada em outra nacionalidade. Mas nessa [a do Elmo], que foi feita na América Latina, vemos que há uma possibilidade muito alta de utilizá-la e ampliar o manejo de pacientes em estado crítico, sobretudo aqueles com insuficiência respiratória tipo 1 ou 2, evitando intubações”, destacou Gutierrez.

O Curso Internacional de Medicina Intensiva segue até este sábado (11), reunindo médicos do Peru, Brasil, Chile, Argentina e México. Na agenda de pautas do superintendente da ESP/CE, estão, também, abordagens sobre ventilação mecânica e simulação virtual.

Agenda internacional

Em maio deste ano, a convite, o Elmo foi exposto para estudantes da Faculdade de Medicina da Universidade do Porto, em Portugal. O grupo assistiu à apresentação da história do capacete, experimentou o dispositivo e aprendeu, na prática, como funciona.

LEIA TAMBÉM: Capacete Elmo cruza o Atlântico e é apresentado em universidade de Portugal

Trajetória

Marcelo Alcantara é médico pneumointensivista com experiência em ensino e treinamento em suporte ventilatório mecânico em cursos regionais, nacionais e internacionais nesta área. Coordena, ainda, o Laboratório da Respiração (RespLab) no Centro de Biomedicina da Universidade Federal do Ceará (UFC), onde desenvolve pesquisas nas áreas de Ventilação Mecânica e de Análises de Imagens do Tórax.

Elmo

Idealizado em abril de 2020, o Elmo é fruto de uma força-tarefa público-privada de enfrentamento à crise sanitária. Em torno da iniciativa, uniram-se, além da Escola de Saúde Pública do Ceará, a Fundação Cearense de Apoio ao Desenvolvimento Científico e Tecnológico (Funcap), a Universidade Federal do Ceará (UFC), além de Universidade de Fortaleza (Unifor), Federação das Indústrias do Estado do Ceará (FIEC), o Serviço Nacional de Aprendizagem Industrial (Senai/CE) e a Esmaltec. Houve ainda apoio do ISGH.

Habilidades

, , ,

Postado em

13 de junho de 2022