Mais de mil e duzentas pessoas marcaram presença no primeiro dia de ExpoESP, no Centro de Eventos

Saúde, ciência, inovação, inteligência, pesquisa e arte fazem parte dos elementos principais que compõem a VIII edição da ExpoESP, no Centro de Eventos, em Fortaleza.  Esse é o principal encontro científico realizado pela Escola de Saúde Pública do Ceará Paulo Marcelo Martins (ESP/CE), autarquia vinculada à Secretaria de Saúde Pública do Ceará (Sesa).

As máscaras não conseguiram esconder os sorrisos dos profissionais da saúde e das pessoas ligadas à área, no primeiro dia de evento, que foi marcado pela grande movimentação de participantes, expositores e palestrantes. No total, cerca de 1.300 pessoas visitaram os estandes, conferiram as palestras e as mesas-redondas. 

Às 9h00, o auditório principal do mezanino dois recebeu os participantes ao som emocionante das cordas da Camerata da Unifor.

Na mesa de abertura estavam o superintendente da ESP/CE, Marcelo Alcantara; a secretária executiva de Políticas em Saúde da Sesa, Mônica Souza Lima; a secretária executiva do Conselho dos Secretários Municipais de Saúde (COSEMS), Maria do Carmo Queiroz; a diretora de Educação e Extensão da ESP/CE, Olivia Bessa; o gerente de Educação Permanente em Saúde da ESP/CE, Fabrício Martins e a coordenadora do projeto Rede Saúde-Escola, Ana Paula Ramalho Brilhante.

A palestra inicial foi concedida de maneira remota pelo professor, médico sanitarista e pesquisador, Emerson Elias Merhy, sobre Política de Educação Permanente e a incorporação do cuidado colaborativo no agir em saúde. “Diante de condições de vida que nos restringem e de situações que nos desestabilizam, aonde vamos buscar nossas potências para criar linhas de fugas?”, iniciou ele, levando o público a uma reflexão.

Estandes 

Do lado de fora dos auditórios, 14 estandes e dois lounges interativos movimentaram a programação. Um deles foi do Centro de Simulação em Saúde (CSS), que ensinou aos visitantes técnicas de desengasgo. “No nosso cotidiano isso é muito fácil acontecer. Por isso, é essencial que a gente tenha acesso a essa informação”, disse Brenda Teixeira, residente em serviço social no Hospital de Messejana Dr. Carlos Alberto Studart (HM).

O Núcleo de Inovação Tecnológica da ESP/CE (NIT) também montou um espaço com uma exposição sobre o capacete Elmo que, por meio dos protótipos e de fotos, conta o processo de desenvolvimento do dispositivo. “O estande contempla e homenageia as pessoas que se envolveram nesse projeto tão significativo para o nosso estado”, disse a diretora de Inovação e Tecnologia da ESP/CE, Alice Pequeno.

CIB

A VIII ExpoESP também recebeu a 13ª reunião ordinária de 2022 da Comissão Intergestores Bipartite do Ceará (CIB/CE), que debateu pautas administrativas, temas da rede de urgência e emergência e o cenário epidemiológico da Covid-19 e do Monkeypox no Estado.

“Nessa reunião, que normalmente acontece uma vez por mês, são tratados os assuntos e problemas dos municípios e do estado. Resolvemos transferir o encontro para esse grande evento para também participar das atividades”, disse o Rilson Andrade, secretário de municipal de saúde de Pindoretama e vice-presidente do COSEMS.

Conferência Magna

A solenidade oficial de abertura começou por volta das 18h e contou com a apresentação do cantor e compositor cearense, Marcos Lessa. O artista animou e emocionou os participantes ao iniciar sua apresentação homenageando a cantora Gal Costa, que faleceu neste mês. Ele também interpretou as músicas de Gonzaguinha e finalizou com o hino nacional.

                                    Marcos Lessa cantando na solenidade de abertura

Além da apresentação cultural, a solenidade de abertura contou com a presença da vice-governadora eleita Jade Romero; do diretor presidente da Fundação Regional de Saúde do Ceará (Funsaúde), Pedro Guimarães; da presidente do Conselho dos Secretários Municipais de Saúde (COSEMS), Sayonara Moura, do diretor-presidente do ISGH, Flávio Deulefeu; do presidente do CESAU, José Araújo; do presidente executivo da ExpoESP, Jadson Franco, e do superintendente da ESP/CE, Marcelo Alcantara.

A noite foi finalizada com a conferência magna “Sistema de Saúde Inteligente”, ministrada de maneira remota pelo cientista-chefe da Saúde do Ceará, José Xavier Neto, que também está à frente do Centro de Inteligência em Saúde (Cisec),  uma estrutura centralizada capaz de capturar, processar e analisar as informações relevantes à saúde da população do Estado do Ceará em seus contextos mais inclusivos.

“Por meio das análises que nos chegam pela via dos sinais e das fontes abertas, o Cisec consegue realizar o seu trabalho. Nós emitimos as recomendações para a alta gestão do Estado”, explicou o especialista durante sua fala.

O Evento

A VIII edição da ExpoESP segue até sábado (19), no Centro de Eventos, em Fortaleza. Esta edição marca o retorno do  evento, após dois anos de pandemia e caminha para ser a mais grandiosa em relação aos anos anteriores, pela dimensão e pela riqueza de projetos cadastrados.

No total, são 4290 inscrições confirmadas, 62 atividades científicas/culturais, 1854 autores envolvidos em 646 trabalhos científicos aprovados, 176 avaliadores, 154 palestrantes distribuídos em 09 eventos integrados. Além da programação simultânea em 10 salas, contando ainda com 14 stands e 2 lounges interativos.

“O balanço que faço até agora é de muita alegria, entusiasmo e emoção. Todos aqui com o mesmo propósito que é trabalhar o sistema de saúde a partir do conhecimento, no sentido mais amplo possível”, comemorou o superintendente da ESP/CE, Marcelo Alcantara.

Quem ainda deseja participar da VIII ExpoESP pode fazer a inscrição gratuitamente.  Acompanhe também os bastidores e a programação do evento no perfil do Instagram da ESP/CE.

 

Serviço

VIII ExpoESP

Quando: de 17 a 19 de novembro

Onde: Centro de Eventos do Ceará (avenida Washington Soares, 999, Edson Queiroz) – portão C, Mezanino 2

Habilidades

, , , ,

Postado em

23 de janeiro de 2023