Capacete Elmo é destaque no Boletim Corona, do Canal Saúde

Fruto de parceria público-privada e produzido em tempo recorde durante a pandemia, o capacete de respiração assistida Elmo foi tema do programa Boletim Corona, do Canal Saúde, canal de televisão do Sistema Único de Saúde (SUS), criado e gerido pela Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz). O programa foi exibido ao vivo nesta quarta-feira, 25, e teve a participação do superintendente da Escola de Saúde Pública do Ceará e idealizador do Elmo, Marcelo Alcantara. Confira a íntegra do programa aqui.

Autorizado pela Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) desde o fim de outubro para produção industrial e comercialização, o Elmo é promessa no cuidado a pacientes infectados pelo novo coronavírus. Marcelo Alcantara explicou que o dispositivo implica em redução de custos para o sistema de saúde, uma vez que é simples, com menos custos que ventiladores mecânicos, e pode evitar a ocupação de leitos de UTI. Ele destacou que os testes clínicos do equipamento no Ceará superaram as expectativas e evitaram a evolução para casos mais graves em 60% dos pacientes tratados com o equipamento.

A edição do Boletim Corona também destacou outras vantagens do Elmo, como evitar infecção em leito hospitalar, protegendo os profissionais da saúde. “Como o capacete está vedado no pescoço do paciente, ele evita que gotículas se espalhem no ambiente. O paciente com o uso do Elmo pode tossir e há um filtro na saída de ar para filtrar as gotículas que podem conter vírus”, detalhou.

O capacete foi desenvolvido pelo Governo do Ceará, por meio da Secretaria da Saúde do Estado, ESP/CE e Fundação Cearense de Apoio ao Desenvolvimento Científico e Tecnológico (Funcap), Federação das Indústrias do Estado do Ceará (Fiec), Serviço Nacional de Aprendizagem Industrial (Senai/Ceará), Universidade Federal do Ceará (UFC) e Universidade de Fortaleza (Unifor), com o apoio do Instituto de Saúde e Gestão Hospitalar (ISGH) e Esmaltec. “O Elmo é fruto de um esforço heroico das pessoas envolvidas no projeto. Todas com espírito solidário, o que nos guiou para essa produção”, destacou ainda durante a entrevista.

Ele também anunciou que um treinamento de profissionais de saúde está sendo planejado para ser realizado pela Escola de Saúde Pública do Ceará. “Como qualquer dispositivo novo, precisa de treinamento específico”, salientou. Médicos, fisioterapeutas e enfermeiros devem ser contemplados com a formação específica do dispositivo.

Habilidades

Postado em

6 de janeiro de 2021