ESP/CE capacita 86 profissionais de saúde do Cariri para uso do capacete Elmo

Com o apoio do Instituto de Saúde e Gestão Hospitalar (ISGH), a Escola de Saúde Pública do Ceará Paulo Marcelo Martins Rodrigues (ESP/CE), vinculada à Secretaria da Saúde do Estado (Sesa), capacitou esta semana cerca de 86 profissionais de saúde da região do Cariri para uso do capacete de respiração assistida Elmo. Os treinamentos da nova tecnologia foram realizados no Hospital Regional do Cariri (HRC), em Juazeiro do Norte, em nove turmas compostas por médicos, enfermeiros, fisioterapeutas e engenheiros clínicos das unidades da rede pública da região.

A formação ofertada foi a mesma realizada na sede da ESP/CE, em Fortaleza, desde meados de dezembro e possibilita aos treinados o desenvolvimento das competências técnica e educacional para manejo adequado do aparelho e para que se tornem multiplicadores do aprendizado aos demais profissionais que atuam na linha de frente no combate à Covid-19.

“Os profissionais estavam ávidos de conhecimento, querendo conhecer melhor o equipamento, as suas indicações e ansiosos por usá-lo. O melhor de tudo é perceber que ao final de cada treinamento, a resposta foi positiva”, celebra Andréa Braide, colaboradora do Centro de Educação Permanente em Atenção à Saúde (Ceats) da ESP/CE e instrutora enviada ao Cariri para realizar as capacitações.

Com as capacitações, requisito para que o Elmo se torne alternativa de tratamento em casos de insuficiência respiratória nas unidades de saúde, o dispositivo já começou a ser utilizado no HRC. “A luta continua, mas agora estamos com armas novas para combater este pequeno e potente inimigo. Não podemos subestimá-lo”, afirma Fernanda Gadelha, assessora técnica do ISGH.

Testes clínicos realizados com o Elmo mostram que o capacete pode reduzir em 60% a necessidade de internações em leitos de Unidade de Terapia Intensiva (UTI).

Formações

As capacitações para uso do capacete Elmo são realizadas em ambiente simulado de um leito hospitalar, permitindo o desenvolvimento de habilidades clínicas. Dividida em etapas, as formações contemplam a discussão de conteúdo teórico sobre o funcionamento do Elmo, apresentado por um instrutor, a aplicação do aparelho e as habilidades que os profissionais precisam desenvolver, além da experiência prática do manejo do equipamento.

Nesta fase, o treinamento é dividido em estações de habilidades com um passo-a-passo do uso que envolve a montagem, utilização no paciente simulado – representado por um ator -, desmontagem e desinfecção do dispositivo. O instrutor demonstra as habilidades a serem desenvolvidas em cada estação para, em seguida, os profissionais em treinamento praticarem, sob supervisão, a aplicabilidade do Elmo.

Em Fortaleza, as formações continuam sendo realizadas em turmas formadas para cada turno, de terça a quinta-feira. Gestores podem buscar informações sobre capacitação de profissionais para unidades de saúde da rede pública por meio do e-mail treinamentoelmo@gmail.com. Para a rede privada, o contato é comercial@esp.ce.gov.br.

No momento, a ESP/CE prepara o treinamento de habilidades do capacete Elmo na modalidade à distância e com suporte online para atender unidades de saúde do interior do Ceará e de outros Estados.

Força-tarefa

O projeto do equipamento foi idealizado e desenvolvido pelo Governo do Ceará, por meio da Sesa, ESP/CE e Fundação Cearense de Apoio ao Desenvolvimento Científico e Tecnológico (Funcap), Federação das Indústrias do Estado do Ceará (Fiec), Serviço Nacional de Aprendizagem Industrial (Senai/Ceará), Universidade Federal do Ceará (UFC) e Universidade de Fortaleza (Unifor), com o apoio do Instituto de Saúde e Gestão Hospitalar (ISGH) e Esmaltec.

Habilidades

, , , ,

Postado em

2 de março de 2021