Foram me chamar, eu estou aqui, o que é que há?
Publicado em 3 de fevereiro de 2022
Encontro reúne cerca de 50 colaboradores do NIT

Encontro reúne cerca de 50 colaboradores do NIT

 

Na tarde de dois de fevereiro, dois de dois de dois mil e vinte e dois – para os católicos, Dia de Nossa Senhora das Candeias ou Nossa Senhora dos Navegantes, para os de Candomblé e Umbanda, Dia de Iemanjá – aconteceu simbolicamente a primeira ReuniãoZona do ano. Totalmente virtual, reunimos cerca de 50 pessoas para conversar sobre os avanços, e os nem tão avanços assim, nas estratégias de inovação e desenvolvimento da futura-atual Diretoria de Inovação e Tecnologias da Escola de Saúde Pública do Ceará.

 

O date começou com a apresentação da galera – como assim, Bial? – mais uma vez, porque tudo muda o tempo todo no mundo, e a gente tá sempre mudando, ou não, na forma como se define, ou como gostaria de ser definido por outres. Então vale sim falar, e ser ouvido, sobre quem somos hoje. Abram as câmaras, pediu o fiscal, mas no fim foi bom pra geral se (re)ver e poder manifestar livremente sintomas de saudade e alegria pelo contato. Menos Pedro, que estava sem camisa, ops, na aula da auto-escola, se preparando para virar motorista (cut cut). Valeu demais porque a Talita descobriu que é quase uma prima distante do Ericson, da grande família de Tabuleiro do Norte.

 

Depois fizemos informes sobre mudanças nas atribuições de pessoas, em processos naturais de reajustes segundo necessidades dos projetos e produtos, mostrando que capacidade para adaptação tem sido um de nossos principais movimentos. Mudanças, desde que propositivas, são sempre bem vindas. Ainda nas preliminares, antes do dia da reunião, pedimos que as pessoas que fazem parte dessa nave encaminhassem suas dúvidas, suas curiosidades, suas questões, e acolhendo com muito prazer a pauta sugerida pela Clarissa, minha quase xará, todos os líderes ou gestores de áreas, projetos ou produtos falaram um pouco sobre o que encaminhou e o que ainda segue com gargalos ou impedimentos desde a última ReuniãoZona até aqui.

 

Apesar de institucionalmente sermos um time relativamente grande – mas ainda pequeno de acordo com as melhores práticas de desenvolvimento e de processos de trabalho no campo das tecnologias – o grito da falta de pessoas na composição dos times foi praticamente uníssono. Padecemos de falta de programadoras, analistas de negócios, gestoras de projetos, designers… E vivemos a esperança de que o SUS (especialmente seus gestores) e o Edital 26 nos ajudem a solucionar essa questão, dotando os projetos da estrutura necessária para seu crescimento e manutenção a contento. E aí tem também o aspecto equipamentos, espaço físico, aquisição de serviços (como o Btrix, né, Clarissa?) etc e tal.

 

A implementação (ô palavra antipática) de um novo modelo de gestão ao menos tem insinuado melhorias estruturantes em nossos processos de trabalho, com mais clareza na documentação e acompanhamento da execução dos projetos, né Gabi e Alê? Vulgos filhos do Oxto. Dá-lhe Redmine e apropriação de metodologias de organização dos fluxos, nem que seja documentando e registrando por email, né, Flavi? E fica sacramentado o pedido: qualquer coisa a ser solicitada para o time técnico (ex time administrativo), façam pelo email do NIT (nit@esp.ce.gov.br).

 

Ainda não zeramos, e talvez não estejamos vivos para ver esse dia chegar hahaha, as re-priorizações cotidianas das demandas, mas pelos relatos ouvidos hoje, ao menos constância disso está bem menos desesperadora. Importante dizer que pensar em alternativas para esse ponto tem sido um processo cultivado ao longo dos nossos encontros, com as sugestões de todes, e também por isso eles são tão importantes. Toda ReuniãoZona gera um conjunto de sugestões, e fazê-las caminhar, ou colocá-las ao menos em pauta, é uma de nossas missões.

 

E por falar em missão, o pessoal da Gerência de Tecnologias, futuro-ex Nutic, brilhou com o relato da Irlene sobre o processo de aquisição e implantação do Workspace. Estamos todes felizes demais com as possibilidades que essa conquista oferece. Agora é explorar e aproveitar.

 

Nossa Thaís maravilhosa fez a exposição sobre as conquistas do Mapa da Saúde, com a adesão de 100% dos gestores de saúde do Ceará à plataforma, através do cadastro na oportunidade do Programa Cuidar Melhor. E também sobre as resistências institucionais à adesão da plataforma, especialmente no que se refere aos processos seletivos ocorrerem via Mapa da Saúde. Mas de resistência a gente entende bem, então seguiremos apostando e colaborando para que a solução se desenvolva na beleza e na virtude da colaboração.

 

E por falar em colaboração, o time do iSUS, muito bem representado pela Laysa, reforçou a convocatória para testadores internos do aplicativo. Todes podem participar, e a maior carência é de pessoas com sistema IOS. O teste interno é essencial para captar um olhar de fora sobre o desenvolvimento, ajudando a promover melhorias antes mesmo da versão ser publicada. Então se você é do clube da maçãzinha, entra em contato com a Laysa, que será muito bem vinde.

 

Modelo de Gestão e Organograma

 

Ao final do encontro, Uirá apresentou a base conceitual do nosso modelo de gestão, que organiza nossos processos entre projetos, produtos e sistemas, a partir das especificidades de cada uma dessas camadas. E apontou como as pessoas estão atualmente distribuídas, de acordo com suas expertises e com as necessidades de cada uma das dimensões.

 

O resultado disso foi que todos os presentes puderam ter uma visibilidade geral sobre cada uma das frentes de trabalho, entendendo um pouco mais sobre como funcionam e quais as expectativas de entregas relacionadas a elas.

 

Tarefas de casa

 

Issue para a próxima ReuniãoZona: vamos todes nos apropriar dos exemplos da Gerência de Inovação (GIN) e da Gestão de Sistemas (GSIS), e apreciar a apresentação que Clarissa e Rafa (o gordinho gostoso) fizeram organizando com muita clareza os processos e resultados do trabalho de seus times. Especialmente com relação aos processos de trabalho, tem um documento inteiro de vantagens de descrição e apresentação da GSIS, e dar uma boa espiada foi nosso dever de casa acordado coletivamente. E quem quiser brilhar na próxima Zona, não deixe de pedir o modelo de apresentação da GIN.

 

Ainda ficamos em débito com a proposta de escala de pessoas trabalhando presencialmente neste momento pandêmico, e em falar mais sobre a organização do Onbording, integração das pessoas do Edital 26. A gente trabalha para que tudo seja mais tranquilo em 2022, mas será a tranquilidade nosso lugar de fala? Hahaha, há dúvidas.

 

Até a próxima!

 

Claris – a que tem loucura por histórias.

por Clarisse Castro

0 comentários

Enviar um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.