Av. Antônio Justa, 3161 anexo, Meireles, Fortaleza, CE, 60165-090

felicilab@esp.ce.gov.br



Isso que cotidianamente temos chamado de Inovação, na Escola de Saúde Pública do Ceará, em muito inspira-se na poética de Paulo Freire e sua Pedagogia da Esperança. Inovar, para nós do Núcleo de Inovação Tecnológica da ESP, relaciona-se fortemente com Esperançar – que é quando a Esperança deixa de ser espera e passa a ser ação para a realização de um ou mais propósitos.

Na trajetória da Inovação da ESP, o propósito inicial foi a implantação dos preceitos da Plataforma de Modernização da Saúde, elaborada na gestão do então secretário estadual da Saúde, Carlos Alberto Martins Rodrigues – Dr. Cabeto. Nesse novo cenário, fomos desafiados a transformar práticas e incorporar a inteligência em saúde, bem como a pensar caminhos para a transformação da Escola em uma Instituição Científica, Tecnológica e de Inovação (ICT), tendo como nascedouro a criação do Felicilab – o Laboratório de Inovação no SUS do Ceará.

Entretanto, com a confirmação da pandemia de Covid – 19 no mundo, entendemos que “esperançar é se levantar, esperançar é ir atrás, esperançar é construir, esperançar é não desistir” e fazer isso com a urgência da manutenção da vida, enquanto a morte era, e ainda é, tão iminente. Assim, incorporamos o desejo de ser e fazer inovação desenvolvendo soluções tecnológicas em curtíssimo espaço de tempo, de modo aberto e colaborativo, adotando a transparência radical no contexto organizacional, e efetivando a adoção das metodologias ágeis e do Design Thinking no desenvolvimento dos projetos e produtos.

A ESP/CE orquestrou ao longo do ano 2020 importantes iniciativas para além do componente educacional de sua competência, constituindo uma sólida rede de parcerias que culminou com o desenvolvimento do capacete Elmo, do aplicativo iSUS, do site Coronavírus, da Central de Ventiladores Mecânicos, do Mapa da Saúde, e seguiu trilhando o caminho até se tornar uma ICT em 2021, e uma instituição de referência no enfrentamento da pandemia no Estado do Ceará.

Desse modo, inaugurou-se o novo tempo em que a inovação se materializa no aprendizado colaborativo, na constituição de redes abertas, pois “esperançar é levar adiante, esperançar é juntar-se com outros para fazer de outro modo”, como nos inspira Freire. Ao levar adiante, foi publicada a Política de Inovação e instituído o Núcleo de Inovação Tecnológica (NIT), e ao juntar-se com outros para fazer de outro modo, já integramos a Rede NIT do Ceará com a responsabilidade de coordenar importantes atividades na I Semana de Inovação do Ceará.

Ademais, com o propósito de compartilhar conhecimentos e experiências, o Felicilab foi finalista do maior prêmio de inovação do país em 2021, promovido pela Escola Nacional de Administração Pública (ENAP). Assim, além do desenvolvimento de soluções tecnológicas, a produção científica também se fortaleceu no time da inovação, com a participação em congresso internacional, elaboração de capítulo de livro e artigos científicos aceitos em revistas importantes na área.

Bebendo da fonte de Paulo Freire, aprendemos a esperançar mais que esperar, e que “é mudando o presente que a gente fabrica o futuro: por isso, então a história é possibilidade e não determinação” (FREIRE, 1991, p. 90). Dessa forma, olhando para o futuro que se anuncia a partir daquilo que mudamos no presente, cabe-nos sobremaneira ampliar o debate sobre inovação na sociedade contemporânea, e fortalecer parcerias público-privadas com instituições locais, nacionais e internacionais, visando o desenvolvimento de tecnologias e dispositivos que atendam às necessidades da população cearense.