Oficina de Design de Serviços: nova metodologia criada pelo Felicilab foi utilizada em evento na Biblioteca Pública do Estado do Ceará
Publicado em 9 de julho de 2022

Há cerca de dois meses, foram iniciadas, na Escola de Saúde Pública Paulo Marcelo Martins Rodrigues (ESP/CE), uma série de oficinas de Design de Serviços, com o  objetivo de diagnosticar e priorizar os maiores desafios da instituição. As pré-oficinas foram realizadas em cada um dos setores da ESP/CE, mediadas pelos designers do laboratório de inovação no SUS do Ceará, o Felicilab, vinculado à Escola. O processo culminou em uma programação realizada nos dias 28, 29 e 30 de junho de 2022, a Oficina de Design de Serviços da ESP/CE, que reuniu, na Biblioteca Pública do Estado do Ceará, representantes de todos os setores da ESP/CE. 

No evento, foram consolidados os resultados de todas as pré-Oficinas, mas também foi validado o próprio método criado pelo Felicilab para diagnóstico em instituições. Após um processo de refinamentos e ajustes, a metodologia, baseada em princípios e ferramentas do Design Thinking, foi batizada pelos integrantes do Felicilab como “Terapia Institucional”. 

Criada pelo Felicilab para diagnóstico em instituições, a nova metodologia reflete a utilização do design como componente essencial para resolução de problemas, e por isso é adaptável a qualquer contexto institucional. ”Existe uma  compreensão popular de que o Design se resume ao desenvolvimento de produtos de uso geral e peças gráficas, com características meramente estéticas”, explica o líder do time de Design do Felicilab, Ranielder Freitas. “A iniciativa inovadora do Felicilab parte de uma compreensão mais ampla, do ‘Design para Salvar Vidas’. Consideramos a iniciativa da Oficina como singular na área da saúde e esperamos que os participantes compreendam e se apropriem do processo para que janelas de oportunidade sejam identificadas e o Design possa ser considerado como uma estratégia para melhoria da qualidade de vida das pessoas e uso sustentável dos recursos públicos”, defende.

https://youtu.be/6QH_E8kJa-M

Metodologia inédita

“A oficina teve como objetivo a sistematização de problemas da Escola de Saúde Pública do Ceará – ESP/CE, para a estruturação de soluções conectadas aos objetivos estratégicos da instituição”, explica Ranielder Freitas. Para responder a esse objetivo, o Laboratório de Inovação no SUS do Ceará – Felicilab, desenvolveu uma metodologia de Design colaborativa, partindo da premissa de que os serviços públicos devem ser pautados para atender às necessidades das pessoas. “O processo metodológico da oficina tem as pessoas e suas necessidades como componente central e balizador”, explica Ranielder Freitas.  

A Oficina Geral correspondeu a um segundo momento de aplicação da metodologia. Em uma fase anterior, chamada de Pré-Oficinas, o Felicilab conduziu um processo de escuta qualificada, com integrantes das seis áreas que compõem a ESP/CE. O resultado da primeira fase foi a formação de um “banco de problemas”, em que os desafios da instituição, identificados pelos trabalhadores, são colocados em ordem de prioridade de resolução e relacionados às suas causas e consequências. O esforço coletivo mobilizou a Escola de Saúde Pública e se reverteu em um bom número de inscritos para a Oficina Geral, com o total de 77 inscritos de toda a ESP/CE. No segundo momento, a Oficina Geral, os participantes puderam revisitar esses problemas, categorizados por grupos de afinidade, para assim traçar os norteamentos iniciais para sua resolução.

por

0 comentários

Enviar um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.